Dia 2: Maras e Moray

Se tem um ponto que eu acertei em cheio nessa viagem foi a escolha da hospedagem e quem acompanha o blog sabe que eu tenho uma forte inclinação a optar por albergues. Sou uma defensora ferrenha da desmitificação dos hostels por acreditar que eles podem ser sinônimo de hospedagem boa, confortável e de excelente custo x benefício. Esqueça esse pensamento antiquado que albergues são somente para mochileiros com orçamento baixíssimo, que você terá que compartilhar banheiro ou que não vai dormir bem por causa do barulho das festas. A maioria dos albergues hoje em dia, buscando exatamente essa expansão de público, oferecem quartos duplos com banheiros – super limpos por sinal – e outros simplesmente proíbem festas nas suas instalações para não incomodar os hóspedes (Leia aqui mais sobre essa minha tese de defesa aos albergues!!). Mas a melhor parte dessa escolha é o tratamento especial que geralmente recebemos dos atendentes. Quando fechei com o Eco Packers imediatamente perguntei ideias de passeios, dicas de restaurante e de agências de turismo. Dei sorte de ser atendida pelo Denis, um peruano super simpático que fala um português fluente e me deu várias dicas importantes. A impressão que tenho é que nos albergues os funcionários são mais descolados e também buscam mais esse estreitamento de laços com o cliente (Tanto que Denis virou meu amigo de whatsup!), por isso dá para bater um papo e perguntar tudo que temos vontade.

Assim que fechei a hospedagem o Denis me indicou a agência que tinha um balcão dentro do albergue (quer mais comodidade?????). A Viajes Cusco foi super paciente com as 88373736373 mil perguntas que fiz sobre os passeios (fechei tudo com a Lorenza Iellici) e me deu uma dica que ainda está super out dos passeios normais que os turistas procuram: Conhecer Maras e Moray, um tour de um dia todo que começa de manhã passando por Chinchero e termina nas salinas de Maras.

A van partiu com cerca de 10 pessoas de diferentes hotéis da cidade, no caminho o guia vai te contando coisas sobre Cusco e explica detalhes interessantes sobre os locais que vamos visitar. A introdução dele foi contar que a palavra CUSCO significa umbigo do mundo e que a grafia original do nome da cidade é na verdade Quosqo, nome de origem Inca que posteriormente foi alterado para Cuzco no período colonial e então assumiu Cusco como seu nome moderno.

No caminho de Moray passamos por uma vila nas montanhas chamado Chinchero que com suas casas de barro abriga pessoas que ainda sobrevivem do escambo. Como no Peru a agricultura é muito forte fica fácil entender que existam pessoas no interior do país que simplesmente não tem o menor contato com o o mundo externo. Elas ainda se comunicam através da língua nativa conhecida como quechua, que hoje em dia não é nem mais ensinada em todas as escolas do Peru porém ainda muito utilizada pelos mais velhos.

Chinchero

Chinchero

DSC_0308

Essa parada é interessante pois alguns moradores vestindo trajes típicos nos mostram como os peruanos extraem de plantas essas cores maravilhosas que vemos nos seus artesanatos e tecidos. O verde vem das plantas, o negro do milho super diferente de cor roxa, o amarelo de uma flor típica dos Andes, vários tons de vermelho são oriundos de um inseto chamado Cochinilla e por aí vai…. é uma apresentação seguida daquela famosa tentativa de venda de tudo quanto é tipo de souvenir e como essa é sua primeira parada minha sugestão é não comprar nada ainda (até porque lá não é o melhor local em termos de preço). Entretanto, admire sem moderação essa chuva de cores e trabalhos lindos que ajudam essas pessoas a ganhar dinheiro e são uma ótima introdução do passeio.

Vila de Chinchero

Vila de Chinchero

Apresentação sobre a obtenção das cores, super interessante!

Apresentação sobre a obtenção das cores, super interessante!

DSC_0315

DSC_0323

Alguém por favor me salve dessa síndrome de "eu quero tudo", os souvenirs peruanos vão te conquistar!

Alguém por favor me salve dessa síndrome de “eu quero tudo”, os souvenirs peruanos vão te conquistar!

Olha as cores!!!

Olha as cores!!!

Detalhe

Detalhe

No final do passeio elas ainda cantam uma musiquinha típica

No final do passeio elas ainda cantam uma musiquinha típica

E ainda dá para tirar uma foto com as roupas típicas (e claro, tem que pagar)

E ainda dá para tirar uma foto com as roupas típicas (e claro, tem que pagar)

Seguimos para Moray e logo na bilheteria é importante você já adquirir o boleto turístico. Assim você evita as filas toda vez que chega nos lugares, otimiza seu tempo e já garante seu ingresso para inúmeras atrações.

capa

Custo: 130 soles

Validade: O boleto vale por 10 dias a partir da data de expedição e a cada lugar que você visitar é marcado no ingresso com um daqueles furadores de papel, ou seja, não dá repetir a visita.

Atrações que estão incluídas:
Em Cusco Museo de Arte y Monasterio de Santa Catalina, Museo Municipal de Arte Contemporaneo, Museo Historico Regional, Museo de Sitio del Qoricancha, Museo de Arte Popular, Centro Qosqo de Arte Nativo (Danzas Folkloricas), Monumento a Pachacuteq, Saqsaywaman, Qenqo, Pukapukara, Tambomachay, Tipon, Pikillacta, Mirador de Pachacuteq.
No Valle Sagrado: Pisac, Ollantaytambo, Chinchero.

Importante: É necessário escrever seu nome no boleto. Logo, porte sempre um documento de identificação pois alguns lugares podem pedir.

Onde mais pode comprar: O boleto também pode ser comprado em outras atrações, ou seja, você não precisa começar o tour em Moray para obtê-lo. Ele é amplamente vendido nos demais sítios arqueológicos em suas bilheterias entre 07:00 a 18:00 horas. Porém se você quiser ele também é vendido nas Galerías Turísticas que ficam na Avenida El Sol, de segunda a sábado de 08:00 a 18:00 horas e Domingos de 08:00 a 13:00 horas.

Moray era um centro de experimentação agrícola impressionante pela sua engenharia e conceito. Os Incas o construíram com esse formato de escada para primeiramente minimizar os efeito da erosão no solo. Em seguida o formato proporciona diferentes climas e temperaturas. Veja o nível de conhecimento dos Incas desde aqueles tempos: Moray era um tipo de laboratório para se estudar qual seria a temperatura ideal para o cultivo de diversas plantações.

A visita começa de cima mas dá pra descer e circundar o sítio

A visita começa de cima mas dá pra descer e circundar o sítio

No detalhe

No detalhe

Formato muito interessante

Formato muito interessante

E dá pra ir descendo e ver tudo de perto

E dá pra ir descendo e ver tudo de perto

A gente fica até pequenininho perto da construção

A gente fica até pequenininho perto da construção

As barraquinhas de lá são ótimas para comprar esses souvenirs pequenos: porta moeda de 6 soles, pulseira colorida 5 soles e por aí vai! Amei tudo!

As barraquinhas de lá são ótimas para comprar esses souvenirs pequenos: porta moeda de 6 soles, pulseira colorida 5 soles e por aí vai! Amei tudo!

Como chegar: No caminho vi pessoas de bicicleta mas honestamente recomendo fazer com agências. Você pode fechar antes de chegar no Peru mas também é uma opção fechar na hora, procurando em mais de uma agência e barganhando mais e mais.

Fechei com a Viajes Cusco, o custo do passeio foi de 14 dólares e inclui transporte e guia.

Se você estiver hospedado em Urubamba, tem taxis que saem de lá e cobram cerca de 100 soles pelo transporte.

Depois seguimos para Maras, as famosas salinas que eram utilizadas pelos Incas para extração de sal. É muito interessante ver essa salineira “brotando” nas montanhas e o visual de lá é realmente lindo!

Olha ela ali, bem branquinha!

Olha ela ali, bem branquinha!

DSC_0384

DSC_0379

DSC_0385

Como chegar: Estava incluído no meu tour mas é possível chegar de taxi.

ATENÇÃO!!! O ingresso para as salinas NÃO está incluído no boleto turístico mas custa somente 7 soles e você pode adquirir na hora.

Neste dia de noite fomos jantar no Inka Grill mas você pode conhecer muito mais da culinária peruana aqui!

DIA 3: TOUR NO VALE SAGRADO – PISAC E OLLANTAYTAMBO

DIA 4: UM DIA NA CIDADE SAGRADA DOS INCAS

VEJA MAIS DO MEU ROTEIRO NO PERU!!

JÁ CONHECE A GASTRONOMIA PERUANA???

Já fez esse passeios??? Curtiu??? Se tiver mais dicas e informações deixe aqui nos comentários!!

Faça seu comentário

16
Nov
2014