5 Razões para AMAR Budapeste

Sabe quando você está indo embora de um lugar e pensa: “eu poderia mudar meu roteiro agora e ficar um mês aqui” ou “Como quero voltar nesse lugar!!”. Bem, a verdade é que podemos sentir isso por inúmeros lugares que visitamos MAS tendo esse mundão todo pra explorar, eu tô falando daquele especial que de fato te fez voltar duas, três vezes, dando a desculpa da famosa passadinha porque na Europa é tudo perto. Pois então, é assim que me sinto com Budapeste. Vontade de ir lá muitas outras vezes e explorar as zilhões de coisas que ainda estão ali sendo só aproveitada pelos locais. Pra começar são muitos cafés charmosos para te acolher naquela paradinha da tarde e encontrar amigos, uma arquitetura que vai desde ruínas romanas até o passa pelo Art Nouveau, uma comida apimentada pela Páprica (Vários pimentões que são colhidos, torrados e misturados para criar diferentes variedades), um vinho local maravilhoso, uma vida noturna para todos os gostos, mercados e feiras, Hoteis que vão desde os ultra super chiques até albergues cheios de animação. São realmente muitos atributos que não ocasionalmente deram a cidade o título de: Paris do Leste.

É também super comum fazer um “combo” e passar em Praga antes ou depois de visitar a cidade. Sinto que oriundo dessa combinação vem a comparação entre os 2 lugares. Daí, 90% das pessoas que conheço dizem que Praga vale muito mais a pena. NÃO É VERDADE!!!!!!!!!!!! Eu sei, quem sou eu pra ir contra os 90% né? Pois bem, eu não estou indo contra mas eu acho que não vale a pena comparar lugares dado que as culturas são únicas e podem sempre nos devolver uma experiência maravilhosa se tivermos olhos para isso. Praga e Budapeste oferecem coisas completamente diferentes e os únicos pontos em comum é o fato de ambas estarem no Leste Europeu e terem feito parte do grandioso Império Austro-húngaro. E só!
Praga é lindíssima, rica, com muitas atrações que ultrapassam os limites da Capital e concordo que é uma cidade que deve ser visitada, quase que obrigatoriamente!! Mas Budapeste também é e vou te falar agora as cinco razões que me fazem amar essa cidade.

Sem título
A cidade é de um eclectismo visual impressionante!!! E o melhor, você não necessariamente precisará de um Museu para comprovar isso pois é simplesmente algo que faz parte da rotina dos Húngaros nas ruas, nos prédios residenciais, avenidas e etc. Budapeste exala até hoje uma certa sofisticação – a Avenida Andrassy é a prova disso – dos áureos tempos de Império e com suas belíssimas construções. Além disso a cidade será sua melhor chance de ver os estilos Gótico, Renascentista, Barroco, Art Nouveau, Otomana e Romântico visitando diferentes pontos de Budapeste a uma distância a pé porém viajando séculos de história da arquitetura.

Os prédios em Budapeste podem ser verdadeiras obras de arte

Os prédios em Budapeste podem ser verdadeiras obras de arte

DSC_0484

Lindo!

Lindo!

DSC_0494

DSC_0539

A caminho da Basilica, já dá para se encantar antes de chegar lá!

A caminho da Basilica, já dá para se encantar antes de chegar lá!

A Igreja Matthias, nas montanhas de Buda representando o estilo GÓTICO

A Igreja Matthias, nas montanhas de Buda representando o estilo GÓTICO

Detalhes

Detalhes

Mais Gótico no Bastião dos Pescadores

Mais Gótico no Bastião dos Pescadores

E o Parlamento seguindo o mesmo estilo

E o Parlamento seguindo o mesmo estilo

A Basílica de St. Stephen's e sua fachada no mais rico estilo Renascentista

A Basílica de St. Stephen’s e sua fachada no mais rico estilo Renascentista

Os detalhes na cúpula podem ser admirados por horas!

Os detalhes na cúpula podem ser admirados por horas!

É sem dúvida uma das minhas Igrejas favoritas!

É sem dúvida uma das minhas Igrejas favoritas!

A  Opera House de Budapeste segue a mesma linha

A Opera House de Budapeste segue a mesma linha

Reparem na semelhança dos detalhes

Reparem na semelhança dos detalhes

DSC_0563

Um dos mais importantes camarotes da  Opera House: o que um dia já foi utilizado pelo Imperador

Um dos mais importantes camarotes da Opera House: o que um dia já foi utilizado pelo Imperador

No estilo Neoclássico, a Ponte Chain (Chain Bridge) é muito mais que um simples meio de conectar Buda a Peste sendo um dos pontos mais belos da cidade

No estilo Neoclássico, a Ponte Chain (Chain Bridge) é muito mais que um simples meio de conectar Buda a Peste sendo um dos pontos mais belos da cidade

A iluminação da ponte a noite é mara-vilhosa!

A iluminação da ponte a noite é mara-vilhosa!

Nas termas Rudas a arquitetura Turca está presente

Nas termas Rudas a arquitetura Turca está presente

Para um banho em meio a arquitetura barroca, as termas Széchenyi são a melhor opção!

Para um banho em meio a arquitetura barroca, as termas Széchenyi são a melhor opção!

Mas se é o Art Noveau que te encanta, então vá para os banhos na Gellert

Mas se é o Art Noveau que te encanta, então vá para os banhos na Gellert

Sem título2
Sabia que o melhor bar do mundo votado em 2012 está em Budapeste? Ele se chama A38 e é uma barcaça ucraniana super antiga que foi reformada e fica no Rio Danúbio com muita música e shows ao vivo. Além disso, existem MUITOS bares espalhados pela cidade a beira das atrações principais. A Váci Utca (rua) é a mais famosa rua de pedestres de Budapeste. São muitos restaurantes, lojas, bares onde alguns deles viram boates depois de um determinado horário e ficam lotadas (PARA CHEGAR: Metro linha M2 ou M3 para praça Deák, basta andar um pouco e lá esta a Rua Váci. Ou ainda pegue o metro linha M1 para a Praça Vörösmarty). A 5 MINUTINHOS DALI , a Basílica também têm bares ao ar livre especiais para degustação do magnifico vinho Húngaro. Destaque para o DiVino bar com uma seleção de vinhos locais e um ambiente super aconchegante logo em frente a Basílica, dá pra beliscar umas comidinhas e apreciar a vista da cidade a noite.
Super pertinho, para quem quiser jantar e depois aproveitar a night tem o OTKERT um restaurante e bar lounge que vira boate depois de uma certa hora.

Váci Utca (rua)

Váci Utca (rua)

Nos arredores da Praça Vörösmarty

Nos arredores da Praça Vörösmarty

A Ráday Utca ou também conhecida como o Quartier Latin OU Soho da cidade, é um ponto obrigatório para experimentar os ótimos cafés, bares, restaurantes misturados à Galerias e lindos prédios ao redor com um ambiente essencialmente Húngaro pois os turistas ainda não aparecem muito por lá (PARA CHEGAR: Pegar o metro M3 até Kálvin tér).

Rua Radáy, uma delícia para passar a noite

Rua Radáy, uma delícia para passar a noite

No glamuroso Café New York, super tradicional e caro, é possível se sentir uma verdadeira rainha. O Hotel que o hospeda – Boscolo – tem no térreo o famoso café, onde FOTOS só são permitidas a hóspedes (tem uma placa avisando mas eu consegui essa escondida!!), e é uma ótima para café da manhã, almoço, jantar, doces e drinks. O preço é salgadinho mas a beleza do local é imperdível!! O prédio sobreviveu a diferentes épocas, sistemas políticos e um dia já foi essecialmente visitado por nobres. Hoje, por sorte, plebeus podem frequentar livremente o café conhecido como o mais belo do mundo. Um expresso custa 990 HUF, uma coca 950 HUF, uma taça de vinho simples 1,900 HUF, um Mojito 1,990 HUF e uma Pina Colada 2,890 HUF

Café New York

Café New York

A cidade também abriga alguns importantes festivais entre junho e setembro, como o Budapest Summer Festival (Essa ano entre Jun 14, 2013 – Aug 31, 2013), Sziget Festival, o festival de música que reúne mais de 400 mil pessoas todo ano (Essa ano entre Aug 5, 2013 – Aug 12, 2013 ), Budapest International Wine Festival (Essa ano entre Sep 11, 2013 – Sep 15, 2013) e o Buda Castle beer festival (Essa ano entre June 13 – 16, 2013)

Uma visita a cidade não pode passar sem conhecer os típicos bares chamados de RUIN PUBS, prédios literalmente abandonados que foram restaurados e viraram bares. São um ótimo ambiente para qualquer hora do dia (Não fui, mas esse é UM dos meus motivos para voltar lá em breve!).

Sem título3
Um romântico cruzeiro a noite pelo Danúbio ou caminhar pela sua promenade e em seguida atravessar a Chain Bridge a noite , um passeio pelo Bastião dos pescadores (também de noite – amo as paisagens noturnas da cidade) subindo pelo fofo funicular, andar de carruagem pelas ruas de Buda ou escolher de um charmoso bistrô até um super luxuoso restaurante para terminar a noite com seu amor. As opções são intermináveis quando se tem a boa companhia né?

Meus pais subindo no Funicular para visitar Buda

Meus pais subindo no Funicular para visitar Buda

Bastião dos Pescadores

Bastião dos Pescadores

Igreja Matthias

Igreja Matthias

Bistros, restaurantes e até cantinas italianas estão espalhadas pela cidade

Bistros, restaurantes e até cantinas italianas estão espalhadas pela cidade

No Natal, as feiras típicas são imperdíveis com toda a decoração!!!

No Natal, as feiras típicas são imperdíveis com toda a decoração!!!

Sem títulor
Tem dias que a gente acorda na maior disposição de andar, sair olhando tudo quanto é museu, entrar em todos os castelos, tirar 153490 fotos. Mas e quando quando acordamos com aquela preguicinha só com vontade de relaxar? Ou quando queremos comer bem, beber, beber e ver a noite passar? O então se num surto de TPM precisamos comprar?

Em Budapeste você está bem servido em qualquer uma das opções, basta selecionar e TCHUN, aproveitar!!

Museus: Galeria Nacional, Museu do metro, Museu do transporte, Museu da casa do terror, Museu de Belas Artes, Ludwig, Museu de História da Música, Museu do Selo e por aí vai…
Castelo: Buda Castle, Palácio Real, Castelo Vajdahunyad, Castelo de Gödöllő. Os principais!
Igrejas: Igreja Matthias, Basílica de St. Stephen
Shoppings: Fashion Street, lá você acha tu-do!
Comer: Radáy Street, Mercado Central, Praça Vörösmarty e por toda a cidade!!!
Para refrescar: Banhos em Széchenyi, Gellért, Rudas, Király e Császár.
Parques: Parque da cidade, Ilha Margareth, Jardim Botânico.
Passear a esmo: Chain Bridge, Parlamento, Bastião dos Pescadores, Avenida Andrassy, Rua Váci, Praça Vörösmarty.

Sem título33
Comparada com outras cidades, Budapeste pode ser bem mais barata para comer, visitar museus e até assistir a peças de Óperas tradicionais. Além disso é possível se hospedar bem por um valor justo OU alugar apartamentos pela AIRBNB extremamente bem localizados. Pra completar, andar na cidade é fácil com o metro chegando em quase todos os lugares e a rede ferroviária da Hungria é super completa e com várias possibilidades de conexão (Praga, Viena, Berlim, Munique, Cracóvia, Roma, Zagreb e outros).

Como chegar:
Desde o cancelamento nas operações da empresa Húngara Malév estamos limitados a empresas internacionais ou as famosas Low costs. Voei a última vez de KLM, mas recomendo usar os sites de busca como Mamondo, Edreams ou a famosa Ryanair. Para quem está pelos arredores, o trem é uma opção muito viável e bem barata. Ou ainda ônibus para distâncias mais curtas.

Para os que querem muito a experiência de andar de trem: Tentar comprar pelo site da MÁV é uma grande comédia porque do nada, no meio da sua compra, o site fica todo em húngaro e a gente não sabe mais o que fazer. Tive sorte de ter um amigo lá que comprou para mim mas se esse não for seu caso leia esse site aqui.
Ele ensina o passo a passo para comprar o ticket de Budapeste para Viena com o site em húngaro e pelos comentários dá super certo!

Chegando no aeroporto e indo para a cidade: Pegar o ônibus 200E e descer na parada Bus Terminus (Logo após a última parada chamada Kobánya Kipest). Lá tem a linha M3 de metro, que passa por Déak Tér, conhecida como a estação central. Ali você vai estar perto da Basílica, Avenida Andrassy, Praça Vörösmarty e Váci Utca.

Onde ficar: Eu já me hospedei nos distritos V (Kerület, onde também são bem localizados os distrito VI e VII) e VIII (Józsefváros,) e recomendo muito! São hiper bem localizados, a uma distancia a pé da Basílica, perto de bares, restaurantes, mercado, colada na Chain Bridge e ao lado do Metro.

Esses foram os apartamentos que aluguei por lá na primeira e na segunda vez.
- Para casal é simplesmente o que há!
- Fiquei lá com a família e amei!!

Um mapa dos distritos para vocês visualizarem melhor as localizações, o miolinho é a parte mais bem localizada com destaque para V, VI, VII e VIII.

http://www.filolog.com/budapest_districtguide.html

http://www.filolog.com/budapest_districtguide.html

Preços: A moeda da Hungria é o Forint Húngaro (HUF) e cerca de 230 Forint custa um dólar
- Subir na Torre da Basílica: 1000 HUF
– Almoço: 8570 HUF
– Entrada na Galeria Nacional: 2800 HUF
– Funicular: 1500 HUF

Espero que o que já visitaram Budapeste tenham repassado a viagem na cabeça e sentido muitas saudades!!!!! E pra você que não foi, inclua logo a cidade no seu roteiro, você não vai se arrepender!!!!!

Quer saber mais sobre cada um desses pontos?? Leia aqui tudo sobre BUDA-PESTE!

Faça seu comentário
  1. Fernanda Scafi 30/07/2013 às 13:52

    Pois é, tb não gosto quando ficam comparando cidades. A grande maioria do pessoal acha q vc tem q conhecer Budapeste antes de Praga senão vc não vai gostar da cidade… Só se a pessoa não entender nada da cidade que isso vai acontecer!! Cada uma tem os seus encantos e merecem visitas!!! Um tempão atrás eu fiz uma viagem nessa ordem: Paris, Praga, Viena e Budapeste (por conta dos vôos disponíveis e tal). Se perguntar por ai, o pessoal vai achar q fiz na ordem errada, mas NÃO TEM ORDEM CERTA! Garanto que não me decepcionei nem um pouco com Budapeste, mesmo sendo depois das famosas Paris e Praga… Se vc está aberto p/ as experiências, sempre vai valer a pena! Budapeste foi a despedida perfeita dessa viagem!

    • Manu 30/07/2013 às 14:49

      Fernanda, COM CERTEZA!!!! Eu acho essas 4 que vc falou lindas e incomparáveis. No fundo, uma preferida todo mundo tem né? Mas eu num aguentava mais ouvir que Budapeste ficava aquém de Praga e blá blá blá rsrsrs. Não fica, não fica, não fica! Que bom que não sou a única a achar isso. Muito obrigada pela visita!!

      Bjoss

  2. Bruno de Souza 30/07/2013 às 23:04

    Belo trabalho! O post ficou excelente! As fotos são lindas e toda a descrição de Budapeste condiz com a verdade. A cidade é linda e charmosa. Com um bom roteiro, boa hospedagem e cabeça aberta não há como não gostar.

    • Manu 31/07/2013 às 09:53

      Que bom que gostou!! Eu adoro muito lugares que já fui mas amo Budapeste e quero voltar lá sempre que tiver chance. Estou planejando um cruzeiro com meu namorado pelo Danúbio que vai merecer um post especial :o)
      Bjos!!

  3. Emilia Isidro 30/07/2013 às 23:20

    Manu, amei tudo isso que vc escreveu. Concordo plenamente com vc e coma Fernanda. Cada cidade tem seu charme e todas merecem ser visitadas.
    São LINDAS!
    Para nós também, foi a despedida perfeita de uma viagem maravilhosa! Bjs

    • Manu 31/07/2013 às 09:45

      Obrigada!! Agora temos que marcar de voltar lá né? :o)
      Bjoss

  4. Amélia 21/01/2014 às 14:41

    Manu
    que lindo! Estava meio assim de ir pra lá mas agora já animei!
    Espero curtir lá como vc!

    Bjosss

    • Manu 21/01/2014 às 23:09

      Amelia, não tem como não adorar Budapeste! É uma cidade encantadora, charmosa e cheia de história!! :o)

      Bjs

  5. Sueli Chohfe Stelzer 27/03/2014 às 00:52

    Manu adorei as fotos e os comentarios. Meu marido e eu iremos em junho próximo para Budapeste, seguindo para Viena, Praga e Berlim. Você assistiu algum show folclórico ? Abraços

    • Manu 27/03/2014 às 15:44

      Oi Sueli!!! Que delícia de viagem!! Vc já viu aqui as dicas de Viena? Tem muitas pq simplesmente amo essa cidade!!!
      Mas então, voltando a sua pergunta infelizmente não fui a nenhum show folclórico. Em Budapeste o que deu pra fazer foi assistir a uma ópera
      na Ópera da cidade, que é lindíssima! Se você gosta deveria ir também, os preços são super em conta até para os melhores lugares no salão.

      Bjos

  6. Graça Maria 31/07/2014 às 13:03

    Olá Manu,

    Adorei seu Blog e as 5 razões para conhecer Budapeste…

    Estive lá em outubro do ano passado (2013) e estou indo novamente agora em agosto/14.
    Realmente a sua observação sobre Praga é bem o que acho… a maioria das pessoas q converso sobre a viagem, ficam “espantados” porque digo que gostei mais de Budapeste do que de Praga…esta não é uma cidade feia mas sem comparação com Budapeste…
    A maioria dos lugares que vc foi, fui também…nossas fotos são quase iguais… as piscinas são deliciosas…
    Parabéns por compartilhar sua viagem.

    Grande abraço,
    Graça Maria

    • Manu 03/08/2014 às 22:18

      Oi Graça, tudo bem??? Aiiiiii, fico muito feliz quando acho alguém que defende Budapeste que nem eu kkkk. Eu simplesmente AMO aquela cidade e tenho a sensação que voltaria lá outras vezes. Volte aqui para compartilhar suas experiências com outros lugares viu??

      Bjos!

  7. Lilian Azevedo 01/09/2014 às 01:10

    Olá,Manu
    estou indo pela 1ª vez a Berlim,Praga,Viena e Budapeste,mas preciso voltar de trem de Budapeste para Viena e não consigo comprar a passagem de trem de jeito nenhum.Você sabe se consigo comprar lá sem problema ?
    Obrigada desde já,Lilian

    • Manu 01/09/2014 às 09:48

      Oi Lilian!!! Sabe que eu tb tive esse problema, vc está tentando comprar no site da MAV????? A minha compra não prosseguia pq o site de repente ficava todo em húngaro, rsrsrs! Mas por sorte consegui pedir para um amigo que já estava na cidade comprar pra mim e deu tudo certo. Acho sim que vc pode então comprar os tickets lá, mas tente fazer isso assim que estiver na cidade para garantir o lugar.
      Vc entende inglês? Achei um site aqui MUITO bom que explica como comprar os tickets mesmo no site em Húngaro. Se vc não quiser arriscar e preferir comprar logo aqui vai a dica: http://budapestblog.luxuryhotelsbudapest.com/how-to-buy-hungarian-train-tickets/

      Qq coisa avisa!

      Bjos

  8. HELIO LUDWIG 22/09/2014 às 23:09

    Oi Manu
    Parabens pelo blog
    Por favor tente me ajudar: comprei passagem trem pelo site MAV ida e volta viena para budapeste,mas, não enconto local para os tickets na estação de viena. O que fazer??? Solcito devolução???

    • Manu 24/09/2014 às 16:57

      Oi Helio!! Boa tarde!
      Me explica melhor, como assim não encontra o local para os tickets? Vc diz para retirar os tickets?
      Te aguardo para ajudar vc!

      Abraços

  9. Norma Texeira 01/03/2015 às 11:20

    Adorável sua blog!!!! Generosidade passar as informações e nobreza de sentimento facilitar a vida de todos. Valeu. Sempre sinto uma enorme alegria quando aos meus 72 anos de idade, vejo demonstração tão singela desses sentimentos. Com certeza são pessoas de bem com a vida, logo felizes. Parabéns!!! Agora vamos as minhas dúvidas, como disse tenho 72, e vou fazer o seguinte roteiro sozinha e de trem. Não sei se terei outra oportunidade na vida, por isso quero realizar meus desejos. Sai Rio/Amsterdam/Bruxelas/Berna/Budapeste/Praga/Berlim/Amsterdam. Com sua experiência, vc acha loucura?? bjs agradeço a gentileza da atenção

    • Manu 07/03/2015 às 19:02

      Norma, que palavras lindas!!! Fiquei até emocionada! ;-) Um bjo pra vc viu?
      Antes de tudo, amei seu roteiro! São todos lugares que amo e que tenho certeza vc vai gostar também. Segunda coisa é que não é nada loucura não!! Estou muito orgulhosa de poder te ajudar nessa viagem maravilhosa e na sua próxima aventura. Amsterdam foi um lugar que gostei muito e com uma infraestrutura de transportes única! Super bem conectado e fácil de se locomover, Bruxelas a mesma coisa. Berna eu não conheci não posso te falar nada, mas Berlim assim como as outras são lugares fáceis de andar onde qse tudo se faz a pé. O meu único pto de atenção é Praga, de todas essa cidade ainda é a mais “recente” como cidade receptiva de turistas, por isso recomendo que vc fique o mais perto possível do relógio astronômico. Fiquei num hotel que era 5 min de lá, acho que vc poderia dar uma olhada nas tarifas e ver se gosta.
      Quero te ajudar em tudo que for possível!!! Me mande todas suas dúvidas que respondo tá?

      Bjos

      Manu

  10. Norma Texeira 02/03/2015 às 07:59

    Olá Manu, após ler seu blog. Fui a livraria e comprei o seu livro Sozinha Mundo Afora. Li em horas. Adorei pelas dicas. Fiquei mais animada para minha aventura. Valeu abraços

    • Manu 07/03/2015 às 18:55

      Oi Norma querida!!! O livro na verdade é da Mari Campos, eu não sou a autora dela nao :)

      Bjos!!

  11. Tiago 10/04/2015 às 17:33

    Olá Manu.
    Obrigada por este excelente post.

    Sou português e para a semana vou viajar para Budapeste em trabalho, onde espero ficar uns bons meses, e se tudo correr bem, certamente ficarei muito mais tempo.

    Admito que estou nervoso e bastante ansioso pois nunca passei mais de 1 ou 2 semanas seguidas fora e este é um novo desafio na minha vida.

    O meu inglês está um pouco enferrujado, mas dá para safar, com o tempo irá melhorar.

    Em relação à segurança e às pessoas da cidade, qual a sua opinião? Tenho lido que é de facto uma cidade segura, por outro lado também já li que muitas pessoas te olham de má maneira quando se pede por alguma informação

    Obrigado!

    • Manu 10/04/2015 às 17:57

      Oi Tiago!!!! Eu considerei Budapeste uma cidade muito segura mas realmente como vc disse: é tudo um ponto de vista. Qual minha melhor recomendação para você? O lugar onde vc ficará. Qto mais bem localizado, melhor a infraestrutura, mais chances de sair de noite sem se preocupar muito e mais fácil fica a viagem. Vc viu aqui que eu recomendo 2 apartamentos diferentes pelo AIR BNB? Eu simplesmente acho que esse tipo de hospedagem lá é o MELHOR custo benefício. Digo isso pq os Hotéis nos mesmos arredores são caríssimos! MAS, alugar um ap desses fica com um preço super bom e vc tem uma casa montada a sua disposição, sem contar a conveniência de ter tudo ali, muito perto!!!! Já fui 2 vezes em Budapeste e te falo que 90% das coisas eu fiz a pé, as atrações mais longes peguei metro (que por sinal é lindíssimo, histórico). Se vc fica num lugar bem localizado facilita muito numa situação onde vc quer comodidade, as pessoas estão mais acostumadas com turistas e pedir ajuda lá é fácil! O Húngaro não é uma flor de pessoa kkkk MAS eu penso que isso seja algo cultural (assim como o brasileiro de forma geral é dito como muito falante!!), acho que eles são carrancudos de natureza mas nem por isso os vi como antipáticos e tampouco tive problemas quando precisei de ajuda na rua. Se vc tiver uma experiência negativa com pessoas eu penso que terá sido um acaso, no geral Budapeste é um local receptivo e sinceramente pra mim um dos mais especiais da Europa. Espero que vc curta a cidade como eu curti!
      Depois volta aqui para contar.

      Bjos

  12. Tiago 10/04/2015 às 19:27

    Olá novamente.

    Muito obrigado pelas dicas!
    Depois passo por cá a relatar a minha estadia ;)
    Obrigado.
    Cps

  13. Ana Claudia 26/04/2015 às 19:27

    Olá Manu, seu blog ajuda muito todos que pretendem viajar pelos lugares que vc comenta. Parabéns !!!
    Preciso de sua ajuda, tenho cinco dias para conhecer Praga/Viena e Budapeste, pelo que vi, pensei em ficar dois dias em Praga, uma em Viena e dois para Budapeste, o que vc acha, mudaria alguma coisa ?
    Agradeço desde já pelas dicas. Bjos. Ana.

    • Manu 27/04/2015 às 14:55

      Oi Ana, tudo bem???
      Ai que difícil!!!! 5 dias para escolher entre essas 3 cidades maravilhosas é complicado viu???? kkk
      Mas eu vou ser honesta e te falar de acordo com minha ordem de preferência (e como faria se voltasse lá). Só lembrando que essa “preferência” é muito pessoal. Pode ser que vc goste mais de Praga do que eu e menos de Budapeste e por aí vai… Mas então, vamos lá: Viena não tem como não ser pelo menos 2 dias (Vc viu o post que escrevi da cidade??), Lá tem MUITA coisa linda e maravilhosa para ver e fazer, vale muito a pena! Budapeste eu sou suspeita para falar, tenho um carinho muito especial pela cidade e prefiro ela do que Praga. Massssss por exemplo, meu namorado esteve comigo na mesma viagem e preferiu Praga (Viena entretanto foi unanimidade entre nós). Então é o seguinte vou deixar aqui minha dica que para Viena vc PRECISA reservar 2 dias. Para Praga e Budapeste, te convido a ler meus posts e ver qual você acha mais a cara da sua família. Se fosse EU viajando hoje como seria? Viena e Budapeste 2 dias, Praga 1. Mas como isso varia muito de pessoas para pessoa, quero deixar essas duas cidades em aberto sendo mais imparcial kkkk. Apesar de ter escrito aqui como distribuiria os dias quero que saiba que é uma sugestão que vc pode muito bem mudar, pois os 2 lugares são incríveis e cada um tem coisas lindas a oferecer :)
      Volta aqui se tiver mais dúvidas!!

      Bjo!

  14. Ana Claudia 01/05/2015 às 15:36

    Olha eu aqui de novo Manú !!! Agradeço pela resposta, vou pensar e ler bem seus blogs para decidir o que vou fazer, na realidade eu teria mais um dia para ver Viena, ou seja, seriam 02 em Buda, 2 em Praga e 2 em Viena, só que lendo na internet vi uma outra cidade que parece legal BRATISLAVA na Eslovênia, me pareceu tão interessante, por isso enforquei um dia de Viena para ir até lá. Sabe como é, queremos dar a volta ao mundo em 1 semana, kkkkk. Vc por acaso conhece esta cidade e sabe se vale a pena ? Te peço mais este conselho…. Muito obrigada e beijos.

    • Manu 04/05/2015 às 10:59

      Oi Ana, infelizmente não estive lá mas já ouvi falar. Se vc vai ter 2 dias inteiros em Viena então pode valer a pena dá esse pulinho por lá e conhecer mais um lugar :o)

      Bjos!

  15. Nathasha 16/09/2015 às 00:45

    Manu,tudo bem?estou indo sozinha fazer budapeste,viena,bratislava,praga,frankfurt ,berlim e paris!!! ja. Organizei quase tudo,mas uma duvida paira rsrsrs quanto de dinheiro levar ??poderia me ajudar pelo menos com uma base em praga e udapeste ,pq na zona do euro eu ja consigo calcular,mas fora do euro minha cabeca da um no!!!! Rsrsrsrs me ajudaria mto !!!!! Obrigada bjao

    • Manu 25/09/2015 às 14:16

      Oi Natasha!!! Que roteiro maravilhoso, adorei!!!!! :)
      Eu tenho esse mesmo problema que vc, qdo mistura essas moedas que não entendo a conversão fico louca rsrs. Resultado: eu não calculo baseado nelas, eu mantenho meu parâmetro no Euro pois já sabendo que ele vale mais que as demais, eu já sei então que as chances de erro são quase nulas. Ou seja, eu mantenho 50 euros por dia que incluem: comida (ou simples lanches), transporte e eventuais ingressos. A não ser que vc queira ir numa Ópera ou algo mais refinado (leia-se caro), assim como acontece com as refeições, eu acredito que vc pode seguir isso também. Inclusive esse valor de 50 euros é geralmente o recomendando e eventualmente requisitado pela imigração quando fala-se de custos em países como Espanha e Irlanda, então creio que esteja dentro de uma boa média (e seria isso que eu faria também).
      Boa viagem pra ti!!!

      Bjosss

30
Jul
2013